O Rio de Deus

por Josi Alves

Na cidade do nosso Deus, existe um rio que flui do trono do Cordeiro e as águas que jorram do trono enchem de alegria a cidade de Deus santificando as moradas do Altíssimo, porque a presença de Deus move-se no meio das águas trazendo vida.  

Assim como as águas do rio que regavam o Jardim do Éden, representando a vida de Deus fluindo para sua criação num fluxo constante das bênçãos de Deus no meio do seu povo. 

O profeta Ezequiel (47:8), em sua visão das águas que fluem de debaixo do templo nos ajuda a contemplar o “rio de Deus”, cujas águas corriam para as Regiões Orientais, desceriam e entrariam no mar Morto. 

O Mar Morto existe até os dias de hoje e recebe esse nome porque suas águas são salgadas, e chegam a uma temperatura de até 50 º. Suas águas são grossas, pesadas demais, possuem 26% de sal enquanto, as águas do Oceano possuem 4% (Tognini, Enéas, 1987, p.77) 

Devido essa densidade, os peixes morrem instantaneamente, vegetais não existem em suas margens, não há vida lá

O relato bíblico de Ezequiel diz que as águas que fluem do rio, um rio caudaloso, de águas pruficadoras iria transformar a morte em vida pelo poder de Deus, miraculosamente a morte seria dissipada e tudo viveria.

Meu irmão, não existe diferença entre o rio da vida que flui do trono do Cordeiro no livro de Apocalipse 22:1, e a vida de Cristo que está em nós.

Levantou-se Jesus e exclamou: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva”. João 7:38

No texto acima, Ele estava nos dizendo: – Meu Filho, o rio que está em mim, fluirá do seu ventre, fluirá do seu interior.

Imediatamente me recordo da profecia de Habacuque onde ele escreve que glória do Senhor encherá a Terra. 

“Pois a Terra a se encherá do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar”. Habacuque 2:14.

E sigo de encontro com o rio do profeta Ezequiel  que declara em sua visão que de forma sobrenatural o volume das águas aumentavam e ele já não mais podia atravessar“… E já era um rio que eu não podia atravessar” Ezequiel 47:5.

 Em meio sua visão João contemplou algo sobremodo maravilhoso:

“… E me mostrou a santa cidade, Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, a qual tem a glória de Deus. Então me mostrou o rio da água da vida … que sai do trono de Deus e do Cordeiro “. Apocalipse 21:10-11; 22:1.

Igreja do Senhor, esse rio desce do céu, é da parte de Deus, da cidade santa, a Nova Jerusalém a qual tem a glória de Deus. O poder está sobre a igreja e tem que fluir sobre toda terra, porque o Espírito está em nós.

Mas para que não haja dúvidas, lembremo-nos das palavra de Paulo a igreja de Corinto:

“Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” I Coríntios 3:16.

Não somos uma fonte, mas ela (Jesus) está em nós. E temos a mesma característica da santa cidade, nós temos a glória de Deus. (21:11) 

Ezequiel diz que existia uma fonte que jorrava de debaixo do templo, nós somos o templo, o santuário de Deus (3:16), O apóstolo Paulo que diz somos “Edifício de Deus” (3:9) , somos morada do Espírito Santo.

O rio de Deus está fluindo do nosso interior e “tudo viverá por onde quer que passe esse rio” Ezequiel 47:9, pois nós levaremos uma presença e o poder do Senhor. 

Jerusalém, o Monte Sião é a Cidade de Deus, sua habitação terrena, e o Senhor é o Deus Todo-Poderoso, pois quem há semelhante ao nosso Deus, cujo o trono está nas alturas, que se inclina para ver o que se passa no céu e na terra? Salmos 113:1-6.  

De acordo com notas e materiais adicionais de apoio a versão da Bíblia APEC, o povo do Oriente, próximo da Antiguidade acreditava que os deuses governavam a terra de alguma montanha elevada ao extremo. (Siqueira, Neyd, Bíblia RMC APEC, Almeida, Revista e Atualizada, 2003, p.645)

O salmista declara:

“Grande é o Senhor e mui digno de ser louvado, na cidade do nosso Deus. Seu santo monte … é a alegria de toda terra, o Monte Sião… a cidade do Grande Rei. Deus a estabelece para sempre”. Salmos 48:1-2; 8 

Amados, Ele é grande e mui digno de ser louvado e do seu santo monte celestial inclina-se em busca dos seus. O escritor utiliza-se dessa linguagem para dizer que de lá o Rei governa.

Jesus Cristo é o Rio que vem da cidade do nosso Deus, e todo aquele que o aceitar  receberá vida em abundância.

João declara em sua visão que No meio da sua praça … está a árvore da vida … E as folhas da árvore são para cura dos povos. Apocalipse 22:2 (grifo do autor).

Ele virá com seu poder sarando a terra ferida e curando o seu povo, pois estamos ligados a Ele, a Verdadeira Videira João 15:1. Aleluia!

Que a presença do Senhor possa fluir restaurando toda terra.

Deus abençoe!

Josi Alves

Fonte: www.josi-alves.blogspot.com

 

2 Respostas

  1. Glória a Deus, que esse rio flua em todos nós…

  2. Amei a mensagem, pois estava procurando algo sobre o rio de Deus e me deparei com esta e o Espírito Santo foi me envolvendo conforme eu a lia, obrigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: